quarta-feira, 13 de julho de 2011

Poesia tudo é

Abre aspas

Poesia é tudo
Tudo é Poesia
Poesia tudo é

Tudo que se vê é poesia,
Se não pode ver, ouça,
Tudo que se ouve é poesia,

Se não puder ouvir, fale,
Tudo que se fala é poesia
E o falante é um poeta.

Se não puder falar, deguste,
Tudo degustável é poesia.
Se não degustar, toque,

Tudo que se toca é poesia.
Impossibilitado de tocar,
Leia, escreva, pinte, dance,

Piche, borde, encene, lapide,
As linguagens todas são poesia.
Todavia se poetizando nada fizer,

Estará se inspirando,
Pois a ociosidade
Provém e promove a poesia
E ainda assim estará respirando,
Sendo que tal ato é poético.
Porém, se não respirar, morre
E a morte é poética.

Mas se respira, vive
E a vida é poesia.

Portanto somos biologicamente
Incapazes de não poetizar.

Em meu Poetês
Despeço-me,
Poeticamente.

Ass. Poeta

Fecha aspas


(Autor: Michel F.M.) ©

3 comentários:

  1. me ha gustado tu poesia...aunque al traducirla pierda la esencia del autor...

    un saludo

    fus

    ResponderExcluir
  2. abre aspas...

    "O Michel é todo poesia!"

    Fecha aspas e abre de novo :P
    "Se não puder falar, deguste,
    Tudo degustável é poesia.
    Se não degustar, toque,"

    muito bom tudo aqui!
    fecha aspas!

    :)

    ResponderExcluir
  3. Parabéns, passei, vi, li e gostei deste blog... UM CORDIAL ABRAÇO...

    ResponderExcluir